Artigos

Artigo - DA DOR NASCE O AMOR

Artigo - DA DOR NASCE O AMOR

    Não basta existir, é preciso viver! Vida é movimento, e a arte de viver é mais que sonhar, é reinventar-se frente às dores e dificuldades do caminho, abandonando o comodismo e a imobilidade, e voltando os mais sinceros esforços na busca da felicidade.

    Ninguém nasceu para sofrer. Mas, nessa dinâmica, pagamos o preço por nossas escolhas, assumindo riscos de acertar e errar, de ganhar e perder, de sorrir e chorar.

    Interrogamos o porquê de a dor injustificável nos procurar, insuportável e arbitrária, pois mais certo seria que corresse atrás dos que julgamos escolherem conscientemente o mal. Nesses momentos, míopes frente à realidade dos outros, agimos injustamente, desconhecendo os seus dramas ocultos, alguns maiores que os nossos.

    Somente a dor é capaz de silenciar o orgulho e deixar cair a máscara do egoísmo e autossuficiência, forçando-nos a vestir o manto da humildade, assumir falhas e inflamar no íntimo a chama do Amor verdadeiro.

    Neste processo, é preciso aceitar auxílio de quem nos quer bem e nos ama mesmo nas horas difíceis. Afinal, na dança da existência, nunca estamos sós. Aprendemos com o mundo, com os pais, com a esposa ou o marido, com os filhos e com os amigos. Mais que isso, aprendemos com as experiências, com as perdas, a saudade, o sacrifício e a doença, seja ela física ou emocional.

    Enxergar a dor do outro é uma forma de compreender o próprio sofrimento, dosar atitudes e reavaliar conceitos, ensinando ser possível levantar a cabeça e enfrentar as intempéries do mundo, juntando os pedaços de nós mesmos que ficaram para trás.

    Algumas linhas dessa história são escritas a lápis, podendo ser apagadas com a borracha do perdão, permitindo assim um novo enredo reescrito com esperança. No entanto, algumas são registradas com tinta permanente, impossíveis de serem apagadas, restando-nos apenas a opção de aceitá-las sem rancor, como parte do ciclo da vida.

    Difícil entender o significado de tudo isso. A tristeza pela perda e a saudade, o lugar vazio que alguém deixa para trás jamais substituído. Parece que nunca mais seremos felizes ou completos.

    Somente o amor é capaz de, aos poucos, penetrar nas fissuras da alma fraturada e cansada, curando as feridas e deixando cicatrizes que sabiamente fortalecem o entendimento do verdadeiro significado da vida. O tempo, nosso aliado, ensina-nos a, aos poucos, viver de um jeito diferente, transformando lágrimas em sorrisos e toda dor em amor.

    O amor e a dor são fluxo e refluxo do mundo. A dor por vezes chama-nos com vozes diferentes pelos caminhos da renúncia e da paciência, conduzindo-nos ao Amor maior.

    O amor é a saudade do céu, enquanto a dor é a libertação da terra. Por isso, há em toda dor um pouco de céu e em todo amor, algo da terra. O amor reencontra-se na dor e a dor transforma-se em amor.

    Ambas palpitam na luz e se iluminam na esperança. Ambas se transfiguram na fé.

 

    Dr. Fábio Augusto (médico, escritor, compositor e cantor).

  • Livro Fábio Augusto

    O primeiro livro do Dr. Fábio Augusto, "Da dor nasce o amor - Histórias Emocionantes de Fé, Coragem e Esperança" apresenta histórias inspiradoras, profundas e comoventes, que nos fazem abrir os olhos e o coração para a beleza da existência e a necessidade de irradiarmos o bem à nossa volta."

    Adquirir livro
  • CD Fábio Augusto

    Com arranjos e refrões marcantes, o álbum "Coração Fiel" de Fábio Augusto vem conquistando seu espaço na mídia com mensagens de fé, amor e esperança que iluminam o coração. Ideal para presentear quem se ama!

    Adquirir CD

Twitter Seguidores

Facebook Seguidores